como produzir filmes

A nova geração de produtores independentes e seus “home studios”.
Características do cinema novo.

A revolução tecnológica ocorrida nos últimos anos reduziu o custo dos equipamentos eletrônicos, proporcionando o acesso à tecnologia do som e da imagem a uma grande parcela da população brasileira, ávida em produzir filmes de todos os gêneros e formatos, filmes amadores, experimentais, curtas-metragens, longas-metragens, filmes de arte, filmes caseiros e também filmes de ficção científica, além de todos os outros gêneros possíveis, criando uma oferta de obras cinematográficas como nunca antes havia ocorrido no Brasil.

Esta nova realidade vem mudando o comportamento da sociedade, e a maneira como ela se relaciona com seus registros audiovisuais. As novas possibilidades despertam o interesse da sociedade em dominar não somente a tecnologia da captação de imagens, bem como também o interesse na edição dos filmes, na sua finalização, mixagem e gravação em mídias digitais para arquivo e exibição. Criou-se assim um novo segmento de mercado que incrementou as vendas de equipamentos neste mercado e seus acessórios, e gerou uma nova geração de produtores independentes capazes de realizar filmes de longa ou curta duração, e finalizá-los em estúdios amadores, dentro de suas próprias casas. Os denominados home studios.

Este crescente interesse pelas novas tecnologias e o aumento das produções audiovisuais no Brasil, se tornou evidente com o aumento das instituições de ensino para este público em busca de especialização e com o aumento do número de festivais e mostras de filmes que estão acontecendo no país. O governo por sua vez, mediante o Programa Brasil Som e Imagem, passou a focar a ampliação do público para o cinema brasileiro, direcionando seus investimentos para setores-chave como: distribuição, formação de público, aumento do número de salas de exibição e criação de circuitos comerciais paralelos. O grande objetivo dessa estratégia é aumentar a participação do cinema nacional no mercado interno. A abertura de novas frentes resultou no fomento a projetos de curtas-metragens, roteiros e documentários orientados para públicos estratégicos (como o infanto-juvenil) e para regiões do País sem tradição de expressão audiovisual.

Toda esta movimentação demonstra que o setor de audiovisual no Brasil, está em franca expansão, e revela um mercado com potencial para novos negócios e conseqüentemente o aumento do número de filmes de todos os gêneros. 

Renato Sbardelotto / 2006

Principais equipamentos para a realização de filmes, que podem ser alugados.

Para cada tipo de tomada de cena existe um equipamento específico de apoio. No caso de filmagens aéreas por exemplo, de cima para baixo, é impossível a realização desta tomada sem o uso de uma grua móvel que levante a câmera até a altura desejada pelo produtor e ainda lhe permita liberdade para o direcionamento e controle das funções da câmera, como se a grua fosse uma extensão de seu próprio braço.

Atualmente existem diversos equipamentos de apoio para filmagens, que atendem aos diferentes tipos de câmeras, situações de uso e necessidades da filmagem. Os acessórios que mais necessitam de apoio e os sistemas de apoio mais utilizados e de fácil aquisição ou locação são: 

Baterias                            
Bateria para monitores e câmeras com encaixe.

Carregador de baterias
Carregador de baterias utilizadas nas câmeras  e monitores

Cabeça remota              
As cabeças remotas utilizadas nas gruas podem ser eletrônicas ou mecânicas, e atendem a uma grande variedade de câmeras, desde Mini DVs de 1,5 kg a câmeras de cinema com mais de 25 kg. A escolha da cabeça remota deve ser feita levando-se em conta a câmera que será utilizada, e em qual grua esta cabeça será fixada.

Câmera filmadora      
Existem diferentes modelos de câmeras disponíveis no mercado, hoje em dia as mais modernas são as que filmam em alta definição.  Câmeras HDV, cada uma com características diferentes, o que as tornam mais indicadas para certos tipo de trabalho, mas sempre produzindo conteúdo em High Definition.

Leitor de cartão              
É uma unidade de disco rígido portátil com um leitor de cartão, que transfere rapidamente o conteúdo dos cartões de memória das câmeras  para um drive de disco rígido, armazenando o conteúdo filmado.

Claquete                      
Claquete é um acessório de sincronização entre a imagem e o áudio. A claquete eletrônica sincroniza o time code da câmera com o do gravador de áudio externo.

Lap Top                       
As novas gerações de câmeras digitais, que utilizam cartões de memória sólida, fizeram do laptop um equipamento indispensável no set.

HD -Hard Disk            
O HD é essencial para back-up do material captado com as câmeras digitais que utilizam cartões de memória.

Controle de Zoom        
O Controle de Zoom é um acessório muito importante numa gravação onde a câmera está fixa num tripé. Com ele, é possível controlar o zoom da lente, a velocidade do zoom e o foco, além de disparar as câmeras para gravar.

Dolly – Travelling                  
Para fazer uma cena em que a câmera se movimenta sobre um tripé ou uma grua, é necessário utilizar o Dolly. Também conhecido como Travelling, este equipamento garante a suavidade dos movimentos. Atendendo as principais demandas da moderna indústria audiovisual, os dollies são leves, portáteis e universais, podendo ser utilizados com qualquer tipo de tripé. Há modelos com e sem plataforma, este último podendo suportar até 200 kg.

Filtros de efeitos            
Os filtros são utilizados em conjunto com as lentes para obter imagens com efeitos diversos, espalham as luzes das áreas altas para as áreas de sombra, diminui o contraste, suaviza as cores,  e mantém as áreas brancas enquanto as pretas ficam mais claras.  

Follow Focus                    
Acessório para que o assistente de câmera faça o foco durante a gravação. O Follow Focus permite o controle total do foco em condições onde é possível a marcação de foco com uma trena, tais como filmagens com câmeras de cinema. Ideal para gravações em HD cujo produto final será a Kinoscopagem (transferência de vídeo para película), já que a imagem não fica embaçada na ampliação.

Grua                                  
Existem gruas pesadas para estúdios e gruas portáteis, que facilitam o transporte e dispensam a contratação de mão-de-obra especializada (maquinista). A grua é uma ferramenta que enriquece as cenas, criando dinamismo e sofisticação à sua produção.

Refletor                            
Os refletores são essenciais para qualquer filmagem ou gravação, pois são eles que fornecem a luz necessária para iluminar o set, seja em estúdio, locação ou externa. Há diversos tipos de refletores, cada qual adequado a uma necessidade técnica específica, determinada pelo Cinegrafista, Diretor de Fotografia ou Eletricista.

Rebatedor                      
Rebatedores são utilizados para controlar a iluminação do set, e permitem uma reflexão total e um mínimo de absorção de luz. Os materiais difusores empregados controlam a luz sem afetar a temperatura de cor ou gerar interferência elétrica.

Fundo Chroma Key          
Os fundos em Chroma Key são essenciais para qualquer filmagem ou gravação aonde o fundo da cena será recortado, permanecendo somente o elemento filmado à sua frente. A cor de fundo (verde ou azul) é recortada e eliminada da cena, permitindo a sobreposição de duas ou mais cenas diferentes.

Butterfly                       
É uma ferramenta importante para gravações e filmagens em externa, sendo usado para difundir a incidência da luz direta do sol sobre as pessoas e objetos em cena, diminuindo o contraste. Pode também servir de painel difusor para refletores, e se usado com tecido prateado, torna-se um poderoso rebatedor.

Kit de luz                   
o kit de luz possuem todos os acessórios para a utilização dos refletores na cena, tripé ajustável, prolongadores, lâmpadas, cabos, malas de transporte. Pode ser montado de acordo com a necessidade de cada cena.

Lentes                         
Lentes adaptadoras e conversoras. Se adaptam diretamente na frente da lente da câmera (onde é fixado o pára-sol) através de um sistema tipo baioneta, que permite um rápido e fácil engate e desengate da lente na câmera. Alterando as características ópticas das zooms populares, essas lentes permitem ao videógrafo capturar novas e criativas perspectivas nas situações mais diversas.

Microfones                              
Existem diversos modelos, de lapela, de mão, direcional além de seus acessórios como varas de suspensão e capas de pelo para  eliminar ruídos indesejados, como o vento em cenas externas. Os novos sistemas de transmissão e recepção sem fio permitem a mobilidade do usuário em relação à câmera, com alta fidelidade de áudio.

Mixer                            
O mixer é uma ferramenta essencial para captação de áudio quando há mais de 2 microfones, e para utilização em conjunto com microfones direcionais. Os mixers portáteis podem ter de 1 a 6 canais.

Monitor                         
O monitor é um equipamento primordial em produções não jornalísticas, permitindo que toda a equipe acompanhe o que está sendo gravado. Apesar das câmeras atuais virem com monitores LCD, estes são normalmente pequenos, e por este motivo, detalhes podem passar despercebidos numa produção não jornalística. Portanto, nestes casos, uma ótima opção é o uso de monitores maiores, que são portáteis e podem ser usados em campo por funcionarem também com bateria.

Pára-Sol                              
Pára-sois para câmeras HDV e Mini DV. No cinema, Pára-sol e Matte Box são usados há muitas décadas; hoje, na videografia (arte de fotografar em vídeo), ambos são ferramentas indispensáveis para a realização de uma fotografia diferenciada. Estes equipamentos fazem par com os filtros, pois são eles que servem de apoio para os filtros quadrados. A vantagem de usar filtros quadrados em um Matte Box ou Pára-sol é a agilidade que se tem para a troca de filtros. Além disso, estes acessórios também são muito úteis para servir de anteparo para luzes incidentes indesejáveis, que causam flare e reflexos, perturbando a fotografia desejada.

Estabilizadores                    
O estabilizador de imagem,  é atualmente a ferramenta mais usada em filmagens e gravações para prover movimentos suaves e contínuos de câmera. Esta tecnologia permite que os movimentos da câmera sejam totalmente isolados dos movimentos do operador da mesma através de um pino onde se equilibra todo o conjunto, câmera e estabilizador, tornando possível caminhar, subir e descer escadas, e até correr com o equipamento sem tremer a imagem. O movimento de câmera faz parte da linguagem audiovisual moderna e dá dinâmica à narrativa. É extremamente importante na concepção de filmes, novelas, videoclipes, documentários, entre outras produções. Existem basicamente 2 tipos de estabilizadores: os pesados, com colete, braço e gimbal, para câmeras de vídeo com mais de 3,5 kg e câmeras de cinema; e os leves, tipo portátil sem colete, para câmeras com menos de 3,5 kg.

Switcher                     
Mesa de corte que seleciona imagens de várias câmeras numa gravação ao vivo para jogá-las num telão, fazer streaming de vídeo ou gravar o material numa fita master, economizando tempo de edição.

Tripé                                   
Os tripés são essenciais para qualquer filmagem ou gravação pois suportam a câmera e permitem movimentos suaves em todas as direções. Existem diferentes modelos para suportarem câmeras de diferentes portes.

Video Cassete HDV      
Video Cassete Recorder que reproduz fitas HDV e Mini DV.

Fonte: Bureau Cinema e Vídeo

Anúncios